Secretaria da Educação cria grupo de acompanhamento e intervenção pedagógica da Educação Integral

Técnicos da Coordenação da Educação Integral (Cedi), da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, juntamente com os profissionais que atuam no Projeto de Monitoramento, Acompanhamento, Avaliação e Intervenção Pedagógica na Rede Estadual de Ensino do Estado da Bahia (Paip), se reuniram nesta terça-feira (12/11) para a criação do Núcleo Intersetorial Integrador. A iniciativa tem como objetivos promover a integração entre as coordenações da Superintendência de Desenvolvimento da Educação Básica (Sudeb), tendo como alvo a promoção da formação continuada dos profissionais da educação que atuam no acompanhamento pedagógico da rede estadual.

“A proposta de criação do Núcleo Integrador representa um passo importante na perspectiva da construção de um grupo de acompanhamento e intervenção pedagógica, tendo como princípio a formação continuada”, afirmou a superintendente de Desenvolvimento da Educação Básica, Amélia Maraux.

O coordenador da Educação Integral, Analdino Filho, explicou que o Núcleo Intersetorial Integrador é “um espaço-tempo de integração, formação continuada e planejamento intersetorial integrado” voltado, sobretudo, para  qualificar e integralizar o acompanhamento e a intervenção pedagógica dos profissionais da Cedi e do Paip.

“A criação do Núcleo Integrador representa o esforço conjunto entre a Cedi e o Paip em qualificar as suas ações no processo de acompanhamento e intervenção pedagógica nas escolas que possuem o Projeto Estadual de Educação Integral”, ressaltou o coordenador.

Espaço privilegiado – Para a diretora do Paip, Ana Lúcia Gomes, o Núcleo Integrador Intersetorial significa “um espaço privilegiado de formação continuada visando à realização de ações intersetoriais integradas, no âmbito da Secretaria da Educação do Estado, a fim de qualificar sistematicamente o acompanhamento da gestão pedagógica na rede estadual”.

O coordenador Analdino Filho destacou que, nos espaços-tempos formativos e de planejamento estratégico, as atividades desenvolvidas terão caráter teórico-prático. Serão privilegiados trabalhos em grupos, produções individuais, estudos de textos e de situações-problema a partir do contexto escolar. Ainda segundo ele, também terá destaque a elaboração de estratégias e de medidas de referência, para a atuação qualificada nas escolas, e a análise quantitativa e qualitativa dos dados educacionais da rede estadual de ensino.

2011 | Todos os direitos e conteúdos deste Portal são de uso compartilhado